Diretrizes da Quiropraxia - Associação Brasileira de Quiropraxia (Arquivo PDF)

O que é Quiropraxia?

A Quiropraxia é uma profissão da saúde que lida com o diagnóstico, o tratamento e a prevenção das desordens do sistema neuro-musculo-esquelético e dos efeitos destas desordens na saúde em geral. Há uma ênfase em técnicas manuais, incluindo o ajuste e/ou a manipulação articular, com um enfoque particular nas subluxações.

Os conceitos e os princípios que distinguem e diferenciam a filosofia da Quiropraxia de outras profissões de saúde são de grande importância para a maioria dos quiropraxistas e influenciam profundamente a atitude e a abordagem destes em relação à atenção à saúde.

A relação entre a estrutura, particularmente a coluna vertebral e o sistema músculo-esquelético, e a função, especialmente coordenadas pelo sistema nervoso, constitui a essência da Quiropraxia e o seu enfoque para a restauração e preservação da saúde.

As conseqüências neurofisiológicas significativas podem ocorrer como resultado de distúrbios funcionais mecânicos da coluna vertebral, descritos pelos quiropraxistas através do termo subluxação ou complexo de subluxação vertebral.

O exercício da Quiropraxia enfatiza o tratamento conservador do sistema neuro-músculo-esquelético, sem o uso de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Causas e conseqüencias biopsicossociais também são fatores significativos na abordagem do paciente.

Benefícios

  1. Corrige as subluxações.
  2. Trata a causa do problema e não apenas o sintoma gerado por ele.
  3. Melhora a qualidade de vida.
  4. Promove a manutenção do bem-estar.
  5. Favorece o pleno funcionamento do organismo.
  6. Otimiza o desempenho atlético.

Dúvidas Frequentes

  1. Para consultar um quiropraxista é preciso ter alguma dor?
  2. Não espere sentir dor ou outro sintoma para procurar o atendimento quiroprático, o mais importante é sempre prevenir. A prevenção é muito mais rápida, benéfica e acessível.

  3. Quiropraxia é massagem?
  4. Não, a quiropraxia é uma profissão na área da saúde que fornece um tratamento conservador e não invasivo para a coluna vertebral e demais articulações. Não utiliza medicamentos ou cirurgia e não é uma terapia alternativa ou técnica de massagem.

  5. Quais as condições que a quiropraxia trata?
  6. Algumas condições em que a quiropraxia é indicada são:

    • Dor nas costas;
    • Hérnia de disco;
    • Dor de cabeça;
    • Restrição de movimentos;
    • Alterações posturais;
    • Problemas no ombro, cotovelo, punho, quadril, joelho, tornozelo, ATM;
    • Dor ciática;
    • Lesões esportivas;
    • Tensão muscular;
    • Doenças osteomusculares.
  7. A quiropraxia é indicada apenas para adultos?
  8. Não, o tratamento é indicado para todas as idades e condições: gestantes, recém-nascidos, crianças, adolescentes, atletas, adultos, cadeirantes, idosos. As técnicas utilizadas são adequadas e específicas para cada paciente.

  9. Como são realizados os atendimentos?
  10. Primeiramente o quiropraxista realiza uma avaliação completa, em que é abordado o histórico do paciente, são realizados vários testes e exames físicos, são analisados os exames de imagem ou laboratório se houver, e a partir de todas as informações coletadas se define o tratamento, que já inicia neste atendimento. As próximas consultas são atendimentos de rotina para manutenção do tratamento, sendo que o tempo de recuperação depende do caso específico do paciente.

  11. Quais as técnicas que a quiropraxia utiliza?
  12. Existem várias técnicas que são empregadas, principalmente o ajuste articular (Gonstead®, Thompson®, Activator®, SOT®), liberação ativa de tecidos moles (ART®), mobilização de tecidos moles (Graston Technique®), conceito cinético e funcional (FAKTR-PM®), aplicação de bandagem para reabilitação (Kinesio Taping®), entre outras.

  13. Qual a formação de um quiropraxista?
  14. O profissional deve ter uma rigorosa formação de nível superior, com carga horária mínima de 4.200 horas. No Brasil apenas a Universidade Feevale – RS e a Universidade Anhembi-Morumbi – SP oferecem esta graduação (2012). Para um tratamento seguro e eficaz escolha um quiropraxista graduado!